tshirts.pt

Serigrafia Têxtil: Métodos de personalização têxtil

telefone: 800 784 686 (chamada gratuita) :: 91 419 80 61 :: De segunda a quinta-feira, das 8h às 17h, e sexta-feira das 8h às 13h info@tshirts.pt

Serigrafia Têxtil

A nossa técnica de personalização preferida

O que é a serigrafia?

É a técnica de estampação têxtil que mais nos representa.

É a técnia mais conhecida e possivelmente a preferida tanto de empresas como de designers. Conseguem-se resultados espetaculares .

A serigrafia sobre papel e a têxtil funcionam de forma similar. Ambas são feitas na sequência de passar a tinta por uma tela de malha e as cores são estampadas uma de cada vez, no caso da serigrafia têxtil, diretamente sobre as peças.

A serigrafia textil é uma técnica muito antiga que, ainda que hoje em dia seja assistida por máquinas, não deixa de ser um proceso artesanal. Sem ir mais longe, os nossos especialistas retocam os desenhos para criar os fotolitos e as telas, as cores são criadas manualmente, as t-shirts são colocadas manualmente uma por uma na máquina com a precisão da mão do trabalhador e existem mais detalhes nos quais não iremos entrar agora.


História

Serigrafia: sericum (seda em latim) + graphé (escrever ou desenhar em grego). Para saber as origens da serigrafia é necessário voltar à China antiga, à dinastia Song (anos 960 – 1279 D.C.). Embora se diga que começaram por usar o cabelo entrelaçado das mulheres, cedo passaram a usar telas de seda para realizar a passagem da tinta, daí o nome sericum-graphe. Rapidamente se expandiu ao Japão e aos países vizinhos, mas só foi introduzido na Europa no final do século XVIII, quando o comércio da seda atingiu o seu auge. Em França, na cidade de Lyon, começou a utilizar-se a serigrafia para estampar letras dando nome à “estampação à Lionesa”. O ano de 1910 é considerado o ano do nascimento da serigrafia tal como a vemos hoje, com o recurso aos ativos fotosensíveis para criar as telas e bloquear a passagem da tinta. Foi popularizada nos Estados Unidos com outdoors e posteriormente com fins artísticos. Mas sem sombra de dúvida, foi Andy Warhol nos anos 60 quem fez da serigrafia moda com o seu retrato de Mailyn Monroe. Hoje em dia, a grande maioria das peças de vestuário são estampadas em serigrafia.


Processo de personalização têxtil em serigrafia

O processo de serigrafia é bastante complicado de explicar, por isso nos apoiamos tanto em gráficos. O básico que há que saber é que se estampa cor por cor e que as tintas se transferem através de uma malha.

Os 3 elementos principais que participam no processo são os fotolitos, as telas e as tintas. Este trio é o que determina as despesas técnicas. Quantas mais cores tenha o seu desenho, mais fotolitos, telas e tintas entram em jogo, e maiores serão as despesas.

Fotolitos

O processo de serigrafia inicia na realização dos fotolitos. Separamos os desenhos por cores e a partir de cada uma imprimimos o fotolito em tinta negra sobre acetato transparente com um plotter especial de alta definição. Desta forma temos a base para criar as telas de cada cor. É um processo delicado que requere uma amplia experiência para obter o melhor resultado. Se um fotolito não tem qualidade suficiente e não presta atenção aos detalhes, corremos o risco de obter uma estampação de baixa qualidade. É essencial que a tinta seja totalmente opaca para que não deixe passar a luz quando se inicia o processo de insolação. A qualidade e o nível de definição marcam a qualidade das telas e como tal a qualidade do estampado. Por isso é tão importante que nos envie ficheiros de boa qualidade.

Telas

Aqui vem a parte complicada: a insolação das telas. Cobrimos as telas com uma emulsão fotosensível sobre a malha. Ao ser sensível à luz somos obrigados a trabalhar com luz vermelha, tal como nos laboratórios de fotografia. Enquadramos o fotolito e a tela e através de uma insoladora aplicamos-lhe luz muito forte. Quando a emulsão entra em contato com a luz solidifica, deixando a malha solidificada, exceto a parte do fotolito. Para terminar retiramos a parte do desenho com água, e voilá! Já temos as telas preparadas. A parte sólida da malha bloqueia a tinta, que só irá passar para a zona do desenho. Em serigrafia caseira é costume trabalhar com telas de madeira, mas nós apenas trabalhamos com telas metálicas que são mais resistentes. Deste modo podemos reciclar-las após cada uso com a nossa máquina especial.

Tintas

Para realizar t-shirts personalizadas em serigrafia ou qualquer outra peça utilizamos tintas de alta qualidade amigas do meio ambiente. São plastisol sem ftalatos. Para os mais distraídos, os flalatos são uma substância nociva usada antigamente em serigrafia, e que infelizmente ainda é usada em muitas oficinas.

Fichas técnicas tintas

Na nossa oficina de estampar utilizamos a gama Pantone Uncoated como código de cor. Gostamos de mesmo assim indicar que não existem pantones exatos para estampar têxtil, mas os nossos especialistas aproximam ao máximo o tom desejado. Trabalhamos com uma fidelidade de 98%. Apenas deverá indicar-nos o pantone exato que deseja e nos encarregamos de o reproduzir. Produzimos as tintas de forma artesanal, como se fosse uma receita.

Uma vez criadas as telas, estas são colocadas meticulosamente nas máquinas de serigrafia, os chamados polvos. São colocadas manualmente uma por uma na base de cada um dos braços da máquina. Para que adiram melhor aplicamos um spray para que as t-shirts não se movam e com isto evitamos que os logos possam ficar torcidos. Realizamos algumas provas e retoques, e só depois iniciamos. É necessário supervisionar que tudo corra bem e ir retirando as t-shirts que já estão estampadas.

Para finalizar o processo, as t-shirts passam pelo túnel de secagem. O túnel deve estar a uma temperatura precisa para que as tintas se fixem corretamente. É o segredo para que as t-shirts serigrafadas durem anos e anos e não se desgastem com as lavagens. O nosso túnel é de ultima geração e apenas utiliza energia elétrica, mais amiga do meio ambiente que o uso de diesel.

Chegando a este ponto as t-shirts estão 100% preparadas para seguir! São colocadas em caixas e enviadas a sua casa. Nem sempre utilizamos as nossas caixas personalizadas, porque tendemos a reciclar as caixas dos nossos fornecedores, por isso não se asssuste.

Nossa oficina

Todos os anos investimos em melhorar o nosso espaço de trabalho. Este ano demos uma grande viravolta e estamos super contentes com o resultado e os nossos trabalhadores também agradecem. A oficina de estampar está localizada em Argentona no distrito de Barcelona, onde uma equipa de mais de 15 pessoas se dedicam a realizar os seus projetos. Cada um é especializado numa parte do processo, mas em geral a oficina divide-se em 4 zonas: a zona da impressão serigrafica, a zona das telas, a zona das técnicas digitais e a zona de armazenamento (stock).

Armazenamento

Recentemente reorganizamos e redistribuimos o espaço nas nossas oficinas para poder ter um maior número de t-shirts e produtos em stock. Tudo isto para ser mais rápidos e não ter que depender dos prazos de entrega dos nossos fornecedores. A partir de agora teremos um catálogo especial para pedidos urgentes. Trabalhamos com mais de 20 marcas internacionais e temos mais de 1000 produtos em catálogo. Ter tudo em stock, em todos os tamanhos e cores, é inviável. Por isso realizamos uma análise dos produtos mais vendidos e os produtos em que os nossos clientes, comerciais e estampadores mais confiam.

Zona de telas

António é o encarregado da zona de telas. Recebe os fotolitos, insola as telas e prepara-as para os seus companheiros. Como foi comentado anteriormente, é necessário trabalhar com luz vermelha porque as emulsões são sensíveis à luz e se revelariam na presença de luz branca. Uma vez insoladas as telas, é retirada a parte solida da malha. Utilizamos uma pistola de água de pressão para retirar a zona por onde irá passar a tinta. Para melhorar as condições de trabalho recentemente trocamos a cortina opaca que tinhamos por uma cortina especial de plástico vermelhor que deixa passar alguma luz. Além disso é muito mais higiénica e não atrai o pó.

Zona de estampação

A maior parte da oficina está ocupada pela zona de estampação em serigrafia. Movemos as máquina de serigrafia para perto das janelas para trabalhar com luz natural e tornar o trabalho mais agradável para os nossos trabalhadores. Temos orgulho em ter uma oficina luminosa e arejada. Temos também dois túneis de secagem elétricos e um espaço dedicado às tintas. Temos um mini laboratório para a fabricação das tintas, não as tintas em si, mas as cores desejadas. Como já referimos utilizamos o código Pantone Uncoated como base, o cliente indica o código pantone e creamos o tom. O Pedro é o encarregado de que tudo corra sobre rodas na oficina e é quem organiza e reparte o trabalho pelos grupos em cada uma das máquinas.

Zona Digital

Na nossa oficina também temos uma zona dedicada a outras técnicas de estampar como a impressão direta, a sublimação, o copitrans e o vinil. Ao mando da Kornit (máquina de DTG de última geração), dos plotters de vinil de impressão e de corte, e da prensa de sublimação, está o Pablo. Estás técnicas costumam ser mais caras que a serigrafia, mas são necessárias para imprimir desenhos mais dificéis, fotografias ou para pedidos que não chegam ao pedido mínimo em serigrafia. Todos estes sistemas de impressão têm também a particularidade de ser mais lentos que a serigrafia, porque estampam t-shirt por t-shirt.

Conselhos sobre serigrafia

O que deve ser tido em conta?

Limitações básicas

Podemos personalizar t-shirts brancas com um máximo de 8 cores, ou t-shirts de cor, polos e sweatshirts com um máximo de 6 cores. As restantes peças, tal como sacos, chapéus, etc, têm um máximo de 4 cores. Consulte com o comercial.

A serigrafia serve para reproduzir logotipos, frases ou desenhos relativamente simples. Mesmo assim realizamos coisas espetaculares com esta técnica. Não podemos reproduzir fotografias com qualidade fotografica, nem degrades, mas podemos recorrer à serigrafia com tramas para simular degrades.

A serigrafia é um processo artesanal em que participam muitos elementos como fotolitos, telas e a estampação cor por cor. Por este motivo não podemos realizar de um dia para o outro t-shirts personalizadas com esta técnica. De qualquer forma, incluimos um serviço express para pedidos mais urgentes, que implica realizar horas extras da nossa parte e como tal resulta num custo adicional.

Estamos bem preparados para poder oferecer prazos de entrega como ninguém na concorrência. Chegamos a realizar um pedido de 1500 t-shirts impressas, confirmando o pedido uma tarde às 17h e servindo o pedido na Bolsa de Barcelona às 10h da manhã do dia seguinte. No entanto, os nossos prazos de entrega normais em serigrafia são entre 10-15 dias porque temos sempre muito trabalho.

Ángel Fernández. CEO


Zonas e tamanhos de estampação

Zonas

Podemos estampar t-shirts na zona frontal, na zona traseira, sobre as mangas, nas laterais ou como etiqueta na zona interior da t-shirt. Poderão ver-lo de forma mais clara nos gráficos que apresentamos de seguida.

É necessário ter em conta que não podemos serigrafar sobre costuras, gola, etc. Para estampar sobre as laterais necessitaremos de t-shirts tubulares, sem costuras dos lados.

Tamanhos

Em serigrafia trabalhamos com 2 tamanhos de estampação máximos que são definidos pelo tamanho das telas:

  • Tela standard: 30 cm de altura x 30 cm de largura. A mais utilizada na grande maioria das t-shirts personalizados e a mais económica.
  • Tela XL: 45 cm de altura x 38 cm de largura. Para desenhos que chamam a atenção e desejam destacar-se do habitual.

Conselhos:

Conselhos de estampação

Não importa se o logo mede 2 x 2 cm ou 30 x 30 cm, o preço será o mesmo.

Ter especial cuidado ao escolher tamanhos de estampação muito grandes quando se vão realizar t-shirts para crianças, XS de mulher, etc. Aconselhámos a escolher um tamanho de estampado que seja válido para todos os tamanhos pedidos, para não haver necessidade de realizar 2 telas e aumentar as despesas técnicas.

Instruções para lavagem

As peças impresas em serigrafia não necessitam uma lavagem especial, simplesmente que seja com água morna e sabão pouco nocivo. É proibido passar a ferro por cima da zona estampada porque correm o risco de que a tinta se cole ao ferro.

exemplos

Exemplos em serigrafia de t-shirts personalizadas, polos, sweatshirts, etc.